Receba nosso FEED gratuitamente em seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

 

O dia 30 de julho foi instituído pelas Organização das Nações Unidas (ONU) como o Dia Mundial contra o Tráfico de Pessoas, …

(Carimbo Comemorativo)

… “lucha contra la trata” como dizem os que falam espanhol.

Desde de 2013 a data é divulgada com a campanha “Coração Azul” na versão brasileira.

A campanha aqui, entre nós, acontece de 24 a 30 de julho, e pode e deve ser seguida também virtualmente.

No âmbito da comunidade europeia o dia 18 de outubro também é dedicado a esta temática.

Segundo dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT), é alarmante e vergonhoso para a humanidade, vez que quase 1 milhão de pessoas são traficadas anualmente ao redor do mundo para exploração sexual.

98% deste total de vítimas são mulheres.

Essa é uma das atividades criminosas mais lucrativas, e estimativas apontam que o tráfico de pessoas movimenta a soma fantástica de 32 bilhões de dólares por ano.
A campanha

O “Coração azul” é uma campanha internacional do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC), que busca conscientizar sobre o problema e inspirar aqueles que detêm poder de decisão a promover as mudanças necessárias para acabar com esse crime.

O UNODC é o guardião da Convenção das Nações Unidas contra o Crime Organizado Transnacional (UNTOC) e dos Protocolos que a integram, o UNODC assiste os Estados membros em seus esforços para implementar o Protocolo relativo à Prevenção, Repressão e Punição do Tráfico de Pessoas.

O Coração Azul
O Coração Azul foi escolhido como o símbolo da campanha por representar a tristeza das vítimas do tráfico de pessoas e lembrar a insensibilidade de quem compra e vende outro ser humano.

O uso da cor azul das Nações Unidas também demonstra o compromisso desta organização mundial com a luta contra esse crime que atenta contra a dignidade humana.

Tráfico de pessoas no Brasil
O tráfico interno no Brasil relacionado ao trabalho escravo apresenta uma situação grave, dados da OIT estimam que haja cerca de 40 mil brasileiros realizando trabalhos forçados. São pessoas levadas da zona urbana para trabalhos no campo.

E o nosso país também é receptor de vítimas de tráfico, nesse caso a maioria fica presa nas grandes cidades, como São Paulo, onde são exploradas em oficinas de costuras, trabalhando até 15 horas diárias e morando no mesmo local.

Ainda conforme dados do Relatório Nacional sobre Tráfico de Pessoas do Ministério da Justiça, entre 2005 e 2011, no Brasil foram registrados 1.505 casos de tráfico humano.

Porém não são números concretos, pois este é um crime silencioso, e nem sempre descoberto.
Crimes cometidos no tráfico de seres humanos

Durante o processo de tráfico de pessoas, os criminosos cometem uma série de crimes contra o ser humano, não só sequestro e exploração.

São eles: homicídio; estupro; atentado violento ao pudor; lenocínio; tortura (psicológica e física); sequestro; sequestro com cárcere privado; corrupção (passiva, concussão, corrupção ativa); formação de quadrilha; lavagem de dinheiro; falsificação, furto ou roubo de documentos; sonegação fiscal; estelionato; frustração de direitos trabalhistas; trabalho escravo ou forçado; redução a condição análoga à de escravo; lesões corporais e maus-tratos.

Alguns países, com a Bolívia, tem lei específica, isto é, a Lei Integral n. 263.
Como denunciar?

As denúncias podem ser feitas pelo Disque 100 (Para Denunciar Violações de Direitos Humanos) e ou 180 (Central de Atendimento à Mulher).

Conhecendo o autor:
Mantenedor do Portal do Filatelista Temático
CARLOS DALMIRO SILVA SOARES é atuante filatelista temático (hobby pelo qual é apaixonado desde a infância), jurado FEBRAF, palestrante filatélico, bem como, coordenador da comissão para juventude da Federação Brasileira de Filatelia (FEBRAF), representando o país nas correlatas existentes na FIAF e na FIP. Coleciona os seguintes temas: petróleo, energia nuclear, terremoto, Lenim, Centauros e Orixás.

All rights reserved.

In case of using any material, a reference to "Topical Philately" is mandatory!

The stamp designs themselves are properties of the respective countries' postal agencies, as well as, all other trademarks and copyrights on this page are property of their respective owners.

Topical Philately é uma página não comercial e não oficial de divulgação da Filatelia Temática. É uma página aberta à filatelia no mundo. Este espaço também é seu. Colabore.


Topical Philately is a non commercial and non official home page to publish the Topical Philately. It is an international home page opened to the philately. This coin is also yours. We expect your collaboration.


Topical Philately est une page non commerciale et non officielle pour montrer la philatélie thématique. Elle est aussi une page ouverte à la philatélie internationale. Cet espace est aussi à vous. Nous attendons votre collaboration.

(c) Home page da Topical Philately – Divulgado na Rede a partir 01/VIII/2008.

(c) Petroleum: The Black Gold – Divulgado na Rede a partir 05/X/1996

(c) Nuclear Energy – Divulgado na Rede a partir 05/X/2007

(c) Earthquake – Divulgado na Rede a partir 21/IX/2009

(c) For Teacher  – Divulgado na Rede a partir 04/I/2011

(c) Bee – Divulgado na Rede a partir 22/IV/2012

(c) Lenin – Divulgado na Rede a partir 06/VI/2012

(c) Centauro – Divulgado na Rede a partir 17/IV/2013

(c) Filatelia Juvenil – Divulgado na Rede a partir 21/II/2014

(c) Matriusca – Divulgado na Rede a partir 08/IX/2015

Jan 1, 1970
>> Leia mais no Portal do Filatelista Temático <<
Jan 1, 1970
>> Leia mais no Portal do Filatelista Temático <<
Jan 1, 1970
>> Leia mais no Portal do Filatelista Temático <<
×
Mantenedor do Portal do Filatelista Temático
CARLOS DALMIRO SILVA SOARES é atuante filatelista temático (hobby pelo qual é apaixonado desde a infância), jurado FEBRAF, palestrante filatélico, bem como, coordenador da comissão para juventude da Federação Brasileira de Filatelia (FEBRAF), representando o país nas correlatas existentes na FIAF e na FIP. Coleciona os seguintes temas: petróleo, energia nuclear, terremoto, Lenim, Centauros e Orixás.
Esse artigo foi útil?

Obrigado Seu feedback ajuda-nos a melhor os serviços do Portal do Filatelista Temático!